quinta-feira, 11 de junho de 2015

Justiça determina o imediato retorno dos policiais civis às suas atividades.

A Secretaria de Defesa Social informa à sociedade pernambucana que vem mantendo constante negociação com as categorias que compõem seu quadro de servidores, dando continuidade às ações de melhorias das condições de trabalho e, sob a coordenação da Secretaria de Administração, vem negociando os pleitos que envolvam repercussões de natureza salarial, observando a atual realidade fiscal do Estado.
Não obstante as negociações em curso, entendeu o sindicato da categoria em deflagrar paralisação de 48 horas, a partir das zero hora de hoje.
Diante deste fatos, o Estado de Pernambuco ajuizou ação perante o Tribunal de Justiça, que através de uma antecipação de tutela, determinou nesta quarta-feira (10/06), a suspensão imediata da paralisação dos policiais civis do Estado.
O Desembargador José Fernandes de Lemos determinou a suspensão do movimento com o imediato retorno dos policiais civis às suas atividades, a partir da ciência da decisão por parte do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco – SINPOL, sob pena de multa fixada em R$30.000,00 (Trinta mil reais) por dia de atraso, conforme decisão abaixo.
A Secretaria de Defesa Social reafirma a disposição ao diálogo com a categoria e o compromisso com a sociedade pernambucana em regularizar o mais rápido possível os serviços de polícia judiciária.
Centro Integrado de Comunicação da SDS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeito de São João declara apoio a Bruno para o Senado

Durante ato político que reuniu a chapa da Coligação Pernambuco Vai Mudar, em São João na noite desta sexta, 17, o prefeito Genaldi Zum...