quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Poeta Manoel de Barros morre aos 97 anos


Manoel publicou mais de 30 livros e foi agraciado com vários prêmios Morreu, na manhã desta quinta-feira (13), aos 97 anos, o poeta Manoel de Barros. Ele estava internado havia duas semanas na Unidade de Terapia Intensiva do Proncor, em Campo Grande (MT). A causa do falecimento ainda não foi divulgada pelo hospital.
Nascido no dia 19 de dezembro de 1916, em Cuiabá (MT), Manoel Wenceslau Leite de Barros escreveu sua primeira poesia aos 19 anos. 
Na carreira artística, participou do pós- Modernismo brasileiro, se situando mais próximo das vanguardas europeias do início do século e da Poesia Pau-Brasil e da Antropofagia de Oswald de Andrade.
Em sua trajetória, publicou mais de 30 livros e foi agraciado com vários prêmios literários de repercussão em todo o Brasil, entre eles, dois Jabutis, em 1989 e 2002.
É o mais aclamado poeta brasileiro da contemporaneidade nos meios literários. Enquanto ainda escrevia, Carlos Drummond de Andrade recusou o epíteto de maior poeta vivo do Brasil em favor de Manoel de Barros.
Sua obra mais conhecida é o "Livro sobre Nada" de 1996. Sua última obra, Portas de Pedro Viana, foi publicada em 2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Luciano Duque abre dissidência no PT, lança movimento #ForaPaulo e declara voto em Armando

Tendo à frente o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), lideranças políticas ligadas à vereadora do Recife Marília Arraes (...